Na minha rede...

Oh meu peixe graúdo,
do mar alto do meu desejo,
um dia eu vou-te prender,
nas malhas deste meu beijo...
Enquanto a maré vai e vem,
tu deslizarás na corrente,
do meu corpo que entre as vagas,
te encaminhará para poente...

Sobre o dia acabado,
amar-te-ei ao luar,
na praia do prazer,
tua vida vou-te roubar...
Preso na minha rede,
ondularás a tua sorte,
nunca a vida te saberá tanto a vida,
nas armadilhas da morte...

Ártemis

Género: 
Você votou 'Gosto'.

Comentários

É o penis entrando e saindo. este é o potuguês certo!

Cuidado! Ele pode escorregar, e atingir o reto!

 Isso não dá certo! ( Entre aspas)            

 

Madalena bjss

Bom não sei se é ou não o Português certo, até porque o Português como língua é bastante flexivel, portanto cada um interpreta como quer e lê somente aquilo que quer ler.

A sua interpretação é válida como qualquer outra, é uma forma de ver a "coisa".

Quanto ao escorregar, se for esse o destino que escorregue então para o recto ou para o curvo, gostos não se discutem, aprimoram-se ou lamentam-se ;-)

Sempre grata pelas suas palavras e pela interpretação...agrada-me saber que a minha humilde poesia é bastante versátil interpretativamente.

Ártemis

e as redes prazer
aprisionam o peixe
na maré cheia da paixão...

Saudações!

_Abil!o

saudações, e obrigada por suas palavras...

Ártemis

És a mais lida e a mais linda de todas. eroticamente ou não, escreves lindamente. Adoro! continue a escrever. Parabéns!!!!

Desculpe Ártemis, acho que falei demais, obrigada por compreender!

Esse meu jeito safado de escrever!  Mas eu não sou assim, como escrevi

isso é coisa de poeta, de mulher pra mulher também...

Pra você meus parabéns!

 

Madalena bjsss

Aqui em meus poemas você será sempre bem vinda, assim como as suas opiniões e interpretações. Não se reprima, não se limite, eu saberei respeitar tudo o que aqui me oferecer. Gosto de pessoas genuinas, autenticas...longe de mim quero os falsos moralistas.

A poesia é livre...assim como as nossas almas poeticas...e assim devem continuar.

Nós mulheres já fomos muito caladas, amordaçadas...é hora de soltarmos a voz e dizer o que tem de ser dito da forma que deve de ser...

Obrigada pela sua coragem e ousadia...admiro-a por isso!

bjos

Ártemis

Ártemis, você é dez! Sou muito bricalhona, as vezes tenho  medo do que falei...

Mas com essas palvras maravilhosas suas, simplesmente ADOREI!

 

Mdalena bjsss

Sou muito grata por suas palavras...obrigada pelo incentivo, continuarei sim até que a inspiração me falhe.

Ártemis

NA MINHA REDE, É UMA POESIA EROTICAMENTE SUTIL. DAQUELAS QUE VOCÊ AGUÇA SUA IMAGINAÇÃO, ADORO TEUS TRABALHOS, TENS MUITO CUIDADO COM AS PALAVRAS, TANTO NO VERSEJAR QUANTO NA RESPOSTA FEITAS EM COMENTÁRIOS. TENS AQUI UM FÃ POÉTICO, BJS 

é muita  a admiração pela sua pessoa e pela sua escrita, e tão grande também é, a minha gratidão pelas palavras que sempre aqui me deposita...

Os meus poemas, todos eles carregam a minha alma, a minha forma de me encontrar comigo e com os outros, são filhos que vou parindo para o mundo, tão meus tão vossos...

Respeito as palavras que emprego, para que estas me honrem me e dignifiquem como mulher e como curiosa das letras, que é isto no fundo o que sou...alguem que procura nas palavras a harmonia de um só sentir, que crava nelas a sua paixão, as suas loucuras até os seus medos. Purgo-me, esta é a verdade de todas as verdades...

Obrigada por me ler...e por acarinhar os meus "filhos"!

Ártemis

 

QUERIDA AMIGA ÁRTEMIS.

VOCÊ ME DEU UMA DAS MAIORES ALEGRIAS, COM SUAS PALAVRAS GENTIS E CARINHOSA. É COMO SE JÁ A CONHECESSE PESSOALMENTE, DEUS TE ABENÇOE, E QUE TENHA SEMPRE ESSA EDUCAÇÃO, POSTURA E COMPETENCIA, ALÉM DO TALENTO QUE JÁ TENS NATURALMENTE. 

ÓTIMA SEMANA, BJS 

É reciproco o sentimento, pode estar certo!

Serei sempre fiel a mim mesma, porque respeito muitissimo quem faz o favor de me ler e respeito-me a mim!

Muito obrigada pelo seu carinho...bem haja!

Tenha uma semana maravilhosa!

Ártemis

Ártemis
Lamento não ver no seu poema o tal falado pénis a deslizar não sei bem para onde... mas vejo no seu poema não erotismo mas sim amor! Acho que é de amor que se fala e muito bem!

Mas aceito a brincadeira da Madalena.

Boa disposição é sempre bem vinda  :)

Beijinho
Arthur Santos

Meu querido amigo,

tudo se trata de Amor...amor carnal, amor espiritual...porque é nesta junção perfeita que a plenitude do amor é atingida...

Cada um toma posse da sua propria liberdade para me ler, e adorna-me com o melhor de si tenho a certeza!

As minhas letras não têm amarras, são livres e na alma de cada um toma lugar...esta é a minha grande ambição!

A minha doce Madalena como é uma bem disposta adicionou à minha escrita apenas um condimento! e bem haja a ela por sempre trazer a sua alegria e o seu sentido de humor à esta casa que temos o prazer de partilhar!!!

Bem vindo à minha escrita...e obrigada por ler-me os devaneios!

Abraço

Ártemis