Concursos

  Quer publicar o seu livro de Poesia? Clique aqui.

  Quer partcipar nas nossas Antologias? Clique aqui.

SOLIDÃO

 

Grito! Grito! Grito!
Escancaro minha boca,
Deixo sair do peito,
Um... Grito!...

De dor, rancor,
Mau humor,amor
Ou simplesmente histeria.
Grito!...

E posso.
Sou gente... Como toda gente.
Assim, manifesto minha loucura aparente
E... Grito!... Ao infinito.

Tiro das entranhas.
Barganho o medo
E... Grito!...

Aflito estou, ninguém acredita.
Brincadeira de gente maluca.
Deito-me no chão...
Coloco a mão no peito...
E...
Deixo sair um soluço.

Isso é... solidão.

                                               silute
                                      23/07/2013 - 13:58
                                          carapicuiba-sp

Género: 

Comentários

Gritos & gritos acumulados

aguardam a sua hora de libertação

- também eles, coitados,

contribuem para a solidão.

 

Saudações!

_Abílio.