Amor

Lindas és to ó criança

A criança é como uma flor
Que aos poucos vai abrindo,
Assim ela vai crescendo
E para nós vai sorrindo.
 
Sorri com alegria,
Sorri com ternura,
Quando nos dá um beijinho
Ai! Mas que grande doçura!
 
Toda a criança que está no mundo,
Por Deus seja abençoada,
Para que um dia já adulta,
Todo o próximo trate bem
Para ser bem tratada também.
 
A criança é pura e bela

Poema para as crianças

Amanhã  és mulher
Onde está a diferença
Pois a criança sabe bem o que quer.
 
A criança sonha com amor
O amor dos que a rodeiam
Seus pais, professores e catequistas
E também o amor de Deus.
 
Deus habita no coração de cada criança
Por isso Jesus disse:
“Deixai vir a mim as criancinhas
Pois delas é o Reino dos Céus.”
 
Criança que corre e dança
Na rua iluminada pelo sol e pela lua

Para todas as boas mães

Minha mãe era tão linda
Linda  como uma flor
 que Deus plantou na terra
 com carinho e com amor
transmitiu à humanidade
 tudo quanto ela sabia
  não criticava ninguém
 rezava de noite e dia 
filhos que  tendes  pais
  dai-lhe amor dai-lhe carinhos
Tanto o pai como a mãe
 só vivem para 
Os seus filhinhos
A mãe sofre a dor do parto
 ao levar o seu filho à luz
. Quando lho põe nos braços

Para ti Beatriz

Beatriz és uma linda flor
Que Deus do céu enviou
Para dar aos teus pais
Na hora em que Jesus ressuscitou
Nasceste na hora em que Jesus quis
Para dar aos teus pais esta alegria feliz
Beatriz um grande conselho
A tua avó Carmo te vai dar
Para que em toda a tua vida
O teu coração sempre Jesus amar
Ama sempre os teus pais
Porque eles também te amam muito
E que o bom anjo da guarda e Deus

O dia da Mãe

 
Hoje é o dia
É o Dia da Mãe,
O dia mais bonito
Que toda a gente tem.
Hoje é o dia
É o dia lembrado
Por isso neste dia
Eu canto este fado
.
Hoje é o dia
Que aqui no meu país
Peço a todos os filhos
Que façam o que eu fiz:
Que se lembrem de sua Mãe querida
Que nos deu muito amor
Durante toda a vida.
 
Hoje é o dia
Que nunca esquecerei

Canta Maria Carmo musica e poema de sua autoria

 
 
Junto à ribeirinha grande
Vive um casal de velhinhos,
Tão felizes, tão contentes,
Vivem cheios de carinhos.
 
De manhã vão para o campo,
Buscar couves para o caldinho,
Depois dão comida ao gado
E vão à adega buscar o vinho.
 
Vão para a mesa comer o caldo
E beber o seu copinho,
E não falta lá no prato
Um pedaço de toucinho.
 
À tarde vão para o campo

Saudades de minha mãe

 
 
Minha como tu eras
Com as tuas qualidades
Coisa assim eu nunca vi
Tudo quanto me fizeste
O carinho que me deste
Eu nunca o esqueci
.
Tu partiste para o Céu,
Foi Deus que quis assim...
Tu eras dele e não minha.
Minha Mãe como me lembro,
De tudo quanto passei
Abandonada, sozinha.
 
Só Deus sabe, mãe querida,
Isto é a realidade

Saudades de minha mãe

 
 
Minha como tu eras
Com as tuas qualidades
Coisa assim eu nunca vi
Tudo quanto me fizeste
O carinho que me deste
Eu nunca o esqueci.
 
Tu partiste para o Céu,
Foi Deus que quis assim...
Tu eras dele e não minha.
Minha Mãe como me lembro,
De tudo quanto passei
Abandonada, sozinha
.
Só Deus sabe, mãe querida,
Isto é a realidade

Pages