Concursos

  Quer publicar o seu livro de Poesia? Clique aqui.

  Quer partcipar nas nossas Antologias? Clique aqui.

Fantasia

OUÇO O TEU CANTAR

(Fragmentos de um Dueto)

A saudade que ora sinto
Parece que aumenta
É um jogo de ir e vir
E Ilumina a nossa aura
E o coração esquente
Como ao tomar vinho tinto

No íntimo do amor sentido
Há escondido um anseio
Perscrutando cada emoção
De um sonho que foi vivido
E que agora é devaneio
No fundo do coração

Em  um sonho idealizado
Quando ao mirar o mar
Com olhar maravilhado
Certeza de voltar a amar

APRENDER SER FELIZ SOZINHA

                      APRENDER SER FELIZ SOZINHA

Gostei! Aprendi ser feliz sozinha, mesmo parecendo ter alguém ao meu lado, mas é só fantasia!

  Poderia ter perdido a esperança, a fé, a GRAÇA, porque a decepção foi grande, pensei tantas coisas boas, missões, Deus levantar obras através de nós, mas alguém não colaborou comigo, me deixando à sós!

Mas , estou aqui, fraquinha mas viva e feliz!

 

Autora: Madalena Cordeiro

Teu beijo

Teu beijo é meu desejo constante
Recordação que não morre
Amoroso, intenso e penetrante
Como vigoroso rio que para o mar corre!

Beijo de sabor a limão
Pelo qual suspiro noite e dia
Quando à noite o vazio me dá a mão
E a tinta pelo papel desliza com ousadia!

Teu beijo luminoso como alvorada
Envolvendo-me num manto de fantasia
Tal como grito mudo do toiro na tourada
E o eco surdo do Corvo na falésia!

CHOCANTE

Lá vem ela, esvoaçante,

Numa nuvem de perfume, flutuante,

Com uma roupa sexy, tão colante,

Vendendo sua imagem, provocante.

 

Toda cheia de charme, fascinante,

Transbordando de orgulho, tão pedante,

Desfilando sua figura, insinuante,

Imaginando-se uma deusa, fulgurante.

 

Mas, o tempo passa, massacrante,

E toda aquela beleza, estonteante,

Vai se desfazendo, desconcertante,

Até tornar-se uma velha, degradante.

 

Desculpem por este poema, deselegante,

Pages