Concursos

  Quer publicar o seu livro de Poesia? Clique aqui.

  Quer participar nas nossas Antologias? Clique aqui.

Meditação

Pensamento

Agora reflito no que eu penso

Na verdade da amargura sem saber

Não me contento

Eu olho para o céu

Na verdade eu já não tento

Digna liberdade

Deste meu nobre pensamento

Fico parado bloqueado no tempo

Onde fui ferido com gravidade

Neste meu eterno lamento

Procuro formas literais

De explicar este meu medo

Descubro ajudas banais

Para esconder todos estes segredos

Mas eu já não tento

Nem sequer penso

Vivo apenas cada segundo

Deste enorme tormento

Pages