Tristeza

Feridas

Caros leitores,

                           fui lançado num mundo de sofrimento e solidão, pois quem eu acreditava ser meu verdadeiro amor, trocou-me por uma vida vazia de sentimentos bons e cheia de futilidades. Hoje sofro com esta perda e amanhã não saberei ...

 

 

A verdadeira solidão...

A verdadeira solidão,

não é aquela que o olhar alcança

é aquela que o peito denuncia,

e que não se pode pesar na balança...

A verdadeira solidão,

não é a ausência dos demais

é poder estar numa multidão,

e não nos encontrarmos jamais...

É o vazio que habita na alma,

uma tristeza tamanha,

que deixa o peito em ferida,

e que os nossos olhos banha...

A verdadeira solidão,

é a falta de nós em nós,

quando isso acontece,

é que nos sentimos realmente sós...

*** @rtemis ***

Belicismo

Os bélicos da guerra que envolve o mundo a nossa casa, sentado na minha secretária a beber um chá de frutos vermelhos, contacto a matilha e pergunto vamos fazer uma guerra, somos poderosos e o nosso jogo envolve peões, eles são fundamentais para começar a confusão com ajuda do ilusionismo e umas quantas bombas, destabilizamos e imputamos a culpa estrategicamente, os voluntários vão contribuir para as nossas empresas (armas, material de guerra, mascaras do horror e tristeza, vestuário a rigor para um funeral de fantoches, também material de saúde e primeiros socorros que já chegam tarde á de

A Cor Do Hálito

 

 

Da minha boca

Caem petálas em gotas d'alfazemas

da cor que cheira o hálito da Tua nostalgia

tombada e triste

Do alto do baloiço dos Teus cílios

Espalmo as mãos para abraçar-te sois

Mas...

No tumulo da confusa e muda solidão

...Daquela estação sem nome,

Morremos no silêncio sem cor.

 

Ronilda David/Loubah Sofia - Alma Feita De Ti

...

 

Fotografia : Fernanda (in memorian) Hélder Gonçalves - art: Inês Zenha

Fragmentos

Fragmentos

 

Sou vitória-régia que se debruça

Sobre lençóis rasos de (m)água

Entre brotos secos aquáticos

Entre secas flores.

 

Sou estrela pulsante que dardeja

No infinito completamente pura

Uns veem a parte que pulsa

Outros sentem a parte que lateja.

 

Sou desejo que murmura

Que sobre a segunda pele respira

Segunda pele de outras mágoas

Segunda pele em meio a fissuras.

 

Só não sou seu par

O ramo de sua raiz

Mãos Amarradas

Choro
 por minhas mãos amarradas
pela doença que não se cura 
o dinheiro que me falta
a fome que me gasta
por esta dor que não passa
Choro...
 por aquele que perdeu seu amor
e melancólico se tornou
nunca sonhou
Choro...
pela maldade de qualquer jeito que se faça
da tristeza implantada como 
chip no meu coração
Choro ...
pelo menino que conheceu outro  mundo 

Pages