Últimos

Autor Título Género

A UMA MULHER

Amo-te a ti, e a Deus.     Teus sonhos são riquezas
10/11/2012 - 23:34João de Deus
PoemaLeituras: 1,099Com: 0

Benção

Quando, por uma lei da vontade suprema,
10/11/2012 - 23:27Baudelaire
PoemaLeituras: 3,263Com: 1

O OUTOMNO

 
10/11/2012 - 23:25Soares de Passos
PoemaLeituras: 1,266Com: 0

QUINTILHAS: _Offerecidas ao Illustrissimo, e Excellentissimo Senhor Marquez do Lavradio_.

Se os Versos, que outra ora fiz Escutastes prompto, e attento;
10/11/2012 - 23:19Nicolau Tolenti...
PoemaLeituras: 1,437Com: 0

*No Passeio Publico*

      A charanga transuda uma _gavotte_:
10/11/2012 - 23:02Joaquim de Melo...
PoemaLeituras: 1,096Com: 0

Vaga, no Azul Amplo Solta

10/11/2012 - 19:09Fernando Pessoa
PoemaLeituras: 2,718Com: 2

Amar é ultrapassarmo-nos.

Amar é ultrapassarmo-nos.
10/11/2012 - 01:53Oscar Wilde
PoemaLeituras: 3,038Com: 1

Ninguém é sério aos 17 anos.

Ninguém é sério aos 17 anos.
10/11/2012 - 01:50Rimbaud
PoemaLeituras: 1,792Com: 0

Jurando de não Mais em Outra Ver-me

Como quando do mar tempestuoso O marinheiro todo trabalhado,
10/11/2012 - 01:23Luís de Camões
PoemaLeituras: 1,575Com: 0

És dos Céus o Composto Mais Brilhante

Marília, nos teus olhos buliçosos Os Amores gentis seu facho acendem;
10/11/2012 - 01:06Bocage
PoemaLeituras: 2,095Com: 0

Tibio o sol entre as nuvens do occidente

Tibio o sol entre as nuvens do occidente,
10/11/2012 - 00:28Alexandre Herculano
PoemaLeituras: 1,247Com: 0

CONSCIENCIA

      Para um homem que aspira       Ao ideal da Belleza,
10/11/2012 - 00:18Manuel de Arriaga
PoemaLeituras: 1,328Com: 0

HYMNO AO SOL

Vous prêtres! qui murmurez, vous portez ses signes sur tout votre
10/11/2012 - 00:07Gomes Leal
PoemaLeituras: 1,378Com: 0

Eu poucas vezes canto os casos melancolicos...

Eu poucas vezes canto os casos melancolicos,
10/11/2012 - 00:03Guilherme de Azevedo
PoemaLeituras: 1,377Com: 0

O QUE EU VI

      Sahi um dia a contemplar o mundo,
10/11/2012 - 00:03Manuel de Arriaga
PoemaLeituras: 1,460Com: 0

Profissão de fé

Não vão pensar que a minha musa seja Alguma apparição allucinante
09/11/2012 - 23:58Augusto Gil
PoemaLeituras: 1,956Com: 0

I

Num vozear estridulo e vibrante,     Irrompe a multidão:
09/11/2012 - 23:47Joaquim de Araújo
PoemaLeituras: 2,595Com: 1

LYRA I.

Eu, Marilia, não sou algum vaqueiro, Que viva de guardar alheio gado,
09/11/2012 - 23:42Tomás António G...
PoemaLeituras: 1,519Com: 0

DUAS ROSAS

Que bonita, meu amor!     Que perfeita, que formosa!
09/11/2012 - 23:30João de Deus
PoemaLeituras: 2,253Com: 1

A CAMÕES

 
09/11/2012 - 23:24Soares de Passos
PoemaLeituras: 2,247Com: 0

Pages