Concursos

  Quer publicar o seu livro de Poesia? Clique aqui.

  Quer participar nas nossas Antologias? Clique aqui.

Acróstico

sussurrando

Não há prolongamento na vida, aceita
sei que só os outros envelhecem, convém
tive sorte, e furei as contas à morte,
sobrevivi, crescendo como quem acredita
que morrer fica um pouco mais além!
Quero morrer jovem e  com muitos anos de vida
quero ir ao baile de calças à boca de sino
juntar às cervejas duas noites seguidas
acordar fresco e do amanhã fazer meu hino.
Lutar em todas as bandeiras da justiça
dizer o que convém e fazer o que me apetece
obrigar-me  a marcar mais um golo noutra baliza

Onde esta a abolição? acróstico poético - AUTOR: JOSÉ ADÃO RIBEIRO.

Onde esta a abolição? acróstico poético
Autor: José adão Ribeiro.
http://www.recantodasletras.com.br/acrosticos/4570843

O desejo ainda persiste
Não há ainda a liberdade
Dizer falar fazer de conta
Encontramos muitos por ai

Estar realmente livre é
Sentir na pele as verdades
Ter o prazer de ir e vir
A realidade atua não é assim

A vida desta etnia é de historias contadas

Pages