Política

Contos perdidos e maculados.

Contos perdidos e maculados.

 

Pelas curvas das paginas, dos dedos até os lábios,

Por sorrisos e mentiras ilusórias,

Desenterram os mortos e não sei por que os vivos enterram,

Confusão, confissão confesso que não sei.

 

Em determinado instante pergunto pra onde vai,

Viro as costas e vou sem resposta,

Não espero orientação sigo a referência,

Cabe às curvas conhecer o problema.

 

Sentimentos dialéticos, devedores orgulhosos,

Usam da lábia e da ternura,

O aconchego resgatado à nascitura.

DEUS ou FUTEBOL, QUAL É O ÓPIO DO POVO?

DEUS ou FUTEBOL, QUAL É O ÓPIO DO POVO?

Será mesmo que a Religião é o ópio do povo? Ou será o Futebol? Ou serão ambos? Ou serão os dois, mais a literatura, o teatro, a dança, o folclore etc.?

Ou serão todas essas manifestações, o próprio povo?

É óbvio que hospitais, trens, metrôs, rodovias, ferrovias, portos e outros valores materiais são de importância capital, mas o diabo, é que além do físico, existe uma alma (tanto a individual, quanto à coletiva) a ser alimentada.

Manifestações

É preciso que o verso volte a ser escrito,
pois só o poema nos define.
É preciso que as penas de Priscila e de Wander
não percam a dignidade e o colorido,
pois apenas as cores de ambos afastam o cinza
que as bombas imorais de efeito moral nenhum
espalham em painéis de redivivas Guernicas.
É preciso que os clamores não deixem de povoar as ruas
já que é apenas essa sinfonia que afasta o silêncio dos cemitérios
e os tambores de tristes soldados que marcham
sobre a Liberdade ultrajada.

UMA RESPOSTA CONCRETA

O povo quer uma resposta concreta.
Dos governadores e legisladores.
Quer uma reação,
Que ainda é insuficiente a nação.
O povo vai punir os partidos,
Que não estiveram unidos.

Chega de tanta manipulação,
O povo quer menos conversa e mais ação.
O povo quer ver esses antipatriotas,
Fora do congresso que o Brasil adota.

No país de tantas mazelas,
O gigante acordou nessa passarela.
Onde o nosso recurso esta aindo para o esgoto.
De uma nação que ao mundo é exposto.

O JOGO DEMOCRÁTICO

O JOGO DEMOCRÁTICO

A manifestação,
Por melhorias no país.
Levou milhares de pessoas,
Ás ruas das cidades.
Concentrando á sede do governo,
Do estado.
Com os organizadores do protesto,
O povo faz o seu manifesto.

Nesse jogo Democrático pacificamente,
Não pode haver vandalismo presente.
Levantando a bandeira,
De uma nação guerreira.
Pedindo mais educação,
E mais saúde sem corrupção.

Discurso da natureza.

Discurso da natureza.

 

Quem originou! Afirmo, não pergunto.

Meu intuito é ser o que não é são,

Não podem, não devem, não permitem,

São não como eram,

Os que eram continuam a ser.

Eu não sou,

Não continuo,

Permito-me.

Desde antes que defino como agora,

Desde memória que defino nuvem,

Estado de estar disperso da liberdade.

Digo de traz que trago a bagagem,

Por saber de seu peso,

Nada peso,

Por ser leve não denso, destino,

Vago e não direciono,

Pedro povo

 

Pedro povo

Pedro povo era um bom homem

Trabalhava e estudava

Acordava de madrugada

E retornava bem tarde da noite a casa.

 

Era ele um homem idôneo

Que a sociedade o mantinha na marginalidade

Porém era ele um guerreiro de verdade

Trabalhava e não tinha muito dinheiro na realidade da desigualdade.

 

Pedro povo não tinha casa própria

Muito menos um carro para andar

Pagava um aluguel que pesava demais

E no ônibus municipal ele penava e chorava.

 

Politicagem

Politicagem

Político meu político

Quando eu falo de ti fico um tanto prolixo

Queria dizer algo do meu coração

Em alusão ao mentecapto que tu és...

 

Tu que fazes parte desta súcia infame

Hoje vens como um santo inócuo

Pedes meu voto para ti

Amanhã te esqueces de mim...

 

Já cansei de tuas enrolações

Que enrolas o povo com suas embromações

Que depois das eleições somes sem dá explicações...

 

Desditoso eu fico por fazer esse verso

Que menciona o verme que tu és

VOTO OU NÃO NA ELEIÇÃO?

     VOTO OU NÃO NA  ELEIÇÃO?

Gosto muito de votar, cumprir minha cidadania!

Quando vou votar, faço isso com alegria!

   Fico triste quando vejo, um político vacilar!

Afinal, cumprimos nssa parte!

  Tudo pode mudar, quando eles se conscientizarem.

 

Autora: Madalena Cordeiro.

O PROFESSOR

                      O PROFESSOR

Um professor, com pós- Graduação...

  Ganhando menos de 1.000,00

Um vereador, ganhando 5.000,00, sem estudo confirmado!

   Isso é um exemplo que estou dando!

Professores, policiais,médicos, corpo de bombeiros!

   Meu Deus! Precisam ser valorizados!

Quase todo o mal que há na terra, passa nas mãos destes proficionais!

Deixo meu abraço! Meus parabens!

Com minhas palavras finais!

 

Autora: Madalena Cordeiro

Pages