Concursos

  Quer publicar o seu livro de Poesia? Clique aqui.

  Quer partcipar nas nossas Antologias? Clique aqui.

Ondulações (XI)

Sol em toda a manhã e chuva à tarde
trovoada de verão que no céu arde

Sempre com contratempos deparamos
o que importa é como os ultrapassamos

A grande dificuldade em escolher
é que o futuro não se pode saber

A indecisão aperta-nos num torno
deixando-nos arder em lume morno

Na rua deserta passeia-se um gato
de modo discreto sem espalhafato

Comum é ter um livro à cabeceira
para ler e sonhar a noite inteira

As férias grandes podem separar
quem no final se irá reencontrar

A meia-noite é a hora limite
para aceitar do dia o convite

Sª Mª Feira, junho 2018

Género: